Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2011

002 On The Move

A vida não é mais que um grande esforço de malabarismo, se temos sonhos agarramos-os com ambos os braços, depois metemos a esperança sobre os sonhos, a isso junta-mos as amizades, amores e família, sobre os ombros a experiência e sabedoria, agrilhoados pelos calcanhares arrasta-mos o peso do dinheiro e da sociedade, e com isto o mundo manda-nos correr sem deixar-mos cair nada...

Best of Me Part. 6

Esta é solta, spur of the moment, nao sei o que me deu... mas fica... pera...... lembrei-me vem depois de ouvir o tema Tabu da Mixtape Martataca de M7 com Capicua.
Faço disto fado esforçado, algo que não há no Evaristo, sou o aristo, tenho linhas que nas rectas, quebram regras, quatro pontos pro quadrado, canto o fado, tão pesado, e o serenar da tua voz, que a sós, me deixa naquele estado, claro que isto é sexual, chama-me o que quiseres até frustrado, se amo uma mulher, já me chamam desgraçado, perdido no meu estrado, que na cama, acende a chama, naquele ritmo de quem ama, deixa-me tocar, desnudar, não tenhas vergonha do teu corpo ao meu olhar, não viro a cara,  que repara,  que não consigo desviar,  e depois de rara,  a minha tara, é te fazer voar,  para lá de plutão,  dá-me a mão,  esta na hora de descolar,  por ti sou quechua,  esse é o efeito de ti nua,  não sou cristão,  mas peço perdão,  pois estou prestes a pecar,  a saliva que na língua, que na espera insinua, em antecipação…

Capt. 13

O tictac sedutor do relógio consome-me os passos, ainda faltam três kilometros e eu não sei para onde vou, como é possível um homem estar tão perdido envolvido no manto da tecnologia, bússolas, mapas, gps e tudo isso que faz os seres humanos terem sempre um rumo.
Talvez seja a necessidade mítica de sermos Vasco da Gama ou Pedro Álvares Cabral perdemos-nos no imenso oceano urbano que são as cidades de hoje, o granito sobre o tijolo colado com o cimento estruturado pelo aço e acabado em tinta, madeira e ferro de serralharia requintada, como é possível o ser humano viver sem arte das coisas? Uma amiga minha à uns tempos desabafou uma ideia que levaria a arte até África, mas a arte existe em África, os nosso antepassados nasceram lá, e um ser complexo como nós não vive sem o artífice de criar, talvez seja o nosso segredo mais bem engendrado no âmago da torre de babel que é o nosso cérebro, não vivemos desprovidos de valor criativo somos acima de tudo criadores, apesar de a historia nos atr…