Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2011

Capt. 12

Imagem
Capt. 12


Sentado na falésia, João mira o sol desaparecer e apagar-se no oceano, sozinho sonha enquanto as suas mãos percorrem as teclas de um piano imaginário, num tributo ao pôr do sol, na sua imaginação correm ninfas, noites, vidas, já nada tem significado, a vida muito menos, apenas a música, esta fuga de nome "Ode ao pôr do sol", vem como uma epifania consensual, a harmonia é tudo o que importa, sentado na arriba, o som é belo e envolvente, a maresia cá fora, no seu interior a melodia que apenas ele ouve, não partilha, aliás perdeu o tacto e o faro das tecnologias desde o vinil.
De manhã escreveu na sua máquina de escrever, a carta, pela alvorada, muito cedo, velho, tão velho que já nem dorme, tão idoso que já nem descobre, isso da nova era da informação, portanto nesse inicio de dia, ouve a décima quarta sonata de piano de Beethoven, preenche-lhe a busca, a busca deste dia, num calendário que não estende para além de 1999, o mesmo que não vê um virar de página desde Julho…